tipos de manchas nos dentes

[singlepic id=11 w=320 h=240 float=left]

A nossa dentição ganha muitas vezes colorações diversas. Dependendo da sua origem, o tratamento de branqueamento dentário pode não ser recomendado.

Principalmente importante para quem toma muito café ou fuma tabaco regularmente, é saber que o tratamento de branqueamento dentário não é recomendado para eles.

Para estes pouco tempo após o tratamento de branqueamento dentário os dentes ganham novamente manchas derivadas dos corantes do café e do tabaco pelo que enquanto não conseguir reduzar substancialmente o consumo destes elementos corantes dos dentes não valerá a pena pagar o preço alto que tem um tratamento de branqueamento dentário.

Conheça os diversos tipos de manchas corantes que afectam a nossa dentição:

Manchas por tetracicilinas
Estes antibióticos fixam-se no tecido dentário e ósseo, escurecendo os dentes com tons que variam do cinzento ao castanho.

Aa tetracicilinas estão contra-indicadas, especialmente Cialis durante os três primeiros anos de vida, a não ser que a saúde do paciente o exija.

Manchas por flúor
Produzem-se por uma ingestão excessiva de flúor.

Pode provocar desde pequenas manchas brancas até manchas de cor de café com alterações na estrutura do esmalte da dentição do paciente.

Manchas por corantes
Taninos do chá, café, nicotina, corantes alimentares…

Se houver uma adequada limpeza, as manchas não chegam a instalar-se, mas se esta não for correcta, podem manchar permanentemente os dentes, pois com o passar do tempo fixam-se e vão escurecendo devido a determinadas reacções químicas.

Estas manchas respondem muito bem ao branqueamento dentário. No entanto caso não altere os hábitos alimentares, reduzindo o consumo destes alimentos, o efeito do branqueamento dentário durará pouco tempo e o investimento feito no tratamento para branquear os dentes será desperdiçado.

Mais informação para ter um sorriso bonitos: